terça-feira, 21 de outubro de 2014

Saudades

Arte e formatação de Safira Saldanha
 

Saudades
 
Tão cheia de saudades fui dormir.
Mas te levei comigo bem juntinho.
Debaixo dos lençóis com teu carinho,
Fiquei sonhando até me sucumbir.
 
Nas incursões do sono eu prosseguir,
Te desejando mais que raro vinho,
Que a gente toma bem devagarinho,
E sente o seu sabor nos possuir.
 
Assim, por esses vales noturnais,
Andei contigo pelos roseirais,
Que achei que passeávamos no céu.
 
Mas ao nascer das horas matinais,
Saudade me açoitou, bateu demais,
Então me vi sozinha, andando ao léu.
 
Edith Lobato - 08/06/13

20 comentários:

  1. Divino soneto.. parabéns.

    Associei-me ao linke que me deixou.. é seguro?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cidália. Quanto ao site, já deixei resposta pra ti no outro blog e repito aqui, é seguro, fique tranquila. Bjs

      Excluir
  2. Lindo! Saudade, ah, como é inspiradora, quem nunca a sente?
    Amei ler linda poetisa!

    ResponderExcluir
  3. Saudades, quem nunca sofreu! Doe a alma mas tmb produz
    poesia assim cheia de paixão. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nal pela leitura. Verdade amada, saudade machuca.

      Excluir
  4. Danada essa sdd, chega sem pedir licença e vai ficando....

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Mas ao nascer das horas matinais,
    Saudade me açoitou, bateu demais,
    Então me vi sozinha, andando ao léu.
    ---------
    Foi um sonho ! D'aqueles sonhos que quando acordamos compreendemos que tudo foi 'sonho'.

    Felicidades
    MANUEL

    ResponderExcluir
  6. Palmas e mais palmas e mais palmas!! ;))
    Perfeito, Edith. De ler e reler sem se cansar *-*

    Beijoo'o

    ResponderExcluir
  7. A saudade não apaga a imagem daqueles que amamos. Você está certa, amiga.
    É muito bom ouvir os sons do seu coração!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vanuza pela leitura e comentário tão gentil. Bjs

      Excluir
  8. Soneto que é feito de momentos de felicidade, ainda que sonhando, assim vamos iluminando nossa imaginação, pulsar o coração e toda a nossa memória desperta...bjinho querida Edith

    ResponderExcluir
  9. Boa noite Edith.
    Um lindo poema. Saudade algo tão dificil que nós livramos, por mais que tentamos insiste em ficar, o jeito é aceitar, o santo remédio é o tempo que vai aliviando aos poucos.
    Um lindo domingo.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Mirtes. Obrigada pela leitura. Bjs

      Excluir
  10. OI EDITH!
    UM SONHO LINDO, EMBORA AO AMANHECER SÓ RESTE A SAUDADE.
    LINDO AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita, leitura e comentário. É um prazer tê-lo em Sons do Coração. (Edith Lobato)